domingo, 16 de fevereiro de 2014

VIAGEM DA ALMA


Minha alma deixou o meu corpo…
Crescer com asas e voar;
Sobre as montanhas e mares:
E dando a cada vibração,
Um sentir mais feliz e mais livre.
Enquanto meu corpo…
Feito prisioneiro de mediocridades;
O mundo vai faltar aguardo o seu retorno.
Sim não é fácil viver sem alma…
Uma vez que o coração se sente só;
E não é capaz por si só:
 De transmitir a paz e a serenidade.
O meu corpo precisa…
 Da minha alma errante;  
Para ver as maravilhas do mundo:
Voltar para mim e falar para mim.
Eu que fui submerso no mar…
E escalei montanhas e montanhas;
E me banhei em rios através de vales;
De grande beleza do criador.
Quero que tudo volte para mim…
Para deixar compartilhar tudo isto;
E então eu encontrarei a paz;
Nas palavras que minha alma me dá.
 Minha alma está comigo…
Ela conseguiu voltar para mim;
E assim imagino os meus sonhos.

Autor: Santa Cruz

10 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Lindo poema, querido e saudoso amigo Santa Cruz.
Regresso.
Beijos e abraços,
Renata Cordeiro

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Lindo poema, querido e saudoso amigo Santa Cruz.
Regresso.
Beijos e abraços,
Renata Cordeiro

Magia da Inês disse...

·.°•.¸♡♡

Muito lindo, como uma prece.
✿彡 Boa semana!
Beijinhos.¸.•°✿✿⊱
°•.¸♫♬° ·.Brasil

Silenciosamente ouvindo... disse...

Minha alma voltou para mim.
Maravilhoso, meu amigo.
Desejo muito que esteja bem.
Um beijinho.
A sempre amiga
Irene Alves

Mariazita disse...

O mundo tem inúmeras belezas, mas para as apreciarmos devidamente é necessário abrirmos a alma, pois só assim compreendemos a imensidão que nos rodeia.

Obrigada, amigo Manuel, pela presença e parabéns no meu blog.

Que tenhas uma excelente semana, cheia de Luz.
Beijinhos

Janita disse...

Que maravilhosa essa viagem da tua alma, Santa Cruz!
Gosto muito desta prosa poética. A poesia rimada é um estilo que admiro, mas neste, há uma criatividade em que o poeta pode deixar viajar o pensamento sem ter de se prender à rima.

Um beijinho e muita felicidade para ti e para os teus.

Janita.

Um louco qualquer disse...

Lindíssimo. Fez-me mesmo recordar uma das minhas obras de eleição "Fernão Capelo Gaivota".

Maria Rodrigues disse...

Uma viagem interior maravilhosa.
Um Santo domingo
beijinhos
Maria

Pérola disse...

Uma viagem em liberdade e nas asas da paz.

Beijo

Luconi Marcia Maria disse...

Santa Cruz um poema muito belo, falando de um grande amor que seguirá pela eternidade, abraços Luconi