quinta-feira, 15 de agosto de 2013

ROMANCE PROÍBIDO

Só quem viveu e sentiu…
Sabe o que é um romance proibido;
Que mexe com a nossa essência:
E agita todos os nossos sentimentos.
Tudo se torna mais excitante…
Nesses encontros escondidos:
O coração bate mais forte;
E corpos são mais puros e libidos.
E os rostos coram e a pele arrepia,
Num simples tocar das mãos.
É o desejo que fala mais alto…
E nos tira toda a nossa razão…
Nestes momentos insanos;
Misturando medo com a paixão:
Nada nos fala mais alto.
Do que esta louca paixão.
A entrega um ao outro será inevitável…
A este o desejo mais profundo;
E pode isso mesmo ser um pecado?
Mas é o mais gostoso do mundo.
 Há quem atire a primeira pedra…
Aquele que não tem nada escondido;
 Mas há sempre uma louca vontade:
De poder viver um romance,
 Ou um lindo amor proibido.

Autor Santa Cruz (Diácono Gomes)

Nota:  Minhas belas e eternas doces flores a partir do próximo domingo vou estar  ausente durante 15 dias a todos peço as minhas sinceras Desculpas.

5 comentários:

Lu Nogfer disse...

Lindissimo poema meu querido!

Desculpe a minha ausencia neste tempo um tanto agitadinho.

Bom descanso nessa pausa e te aguardaremos com saudades!

Beijos!

Fruto do Espírito disse...

Olá vim agradecer sua visita ao meu espaço.

Poema é a forma doce de se falar e espalhar o amor.

Em Cristo,
***Lucy***

LUZ disse...

Olá, estimado Manuel!

Então, as férias? Espero que tenham ou estejam a ser boas.

Eu já estou na escola, e as aulas já começaram. É normal, porque é tempo delas e amo a minha profissão.

Ora, um romance/amor proibido! Quem o não teve? Eu, por acaso, nunca o tive. Claro que há 30/40anos atrás, eles aconteciam com mais frequência, mas agora, cada um escolhe o "caminho" que pretende.

Os pais não têm opinião, nessa matéria, nem noutras.

Boa semana.

Beijo da Luz.

Novo post no "Luzes e Luares". Obrigada!

Anne Lieri disse...

Mais uma bela poesia de amor,Santa Cruz!E amanhã tem poesia sua no meu Recanto dos autores tb!bjs,

Lu Cidreira disse...

Vim através da Anne do Recanto, deixei um comentário sobre a seu poema por lá.
Não sou bom de falar tecnicamente de poemas, sei que só sei ler e alimentar minha alma.
Esse então é dez, falar de amor e ainda proibido tudo com pura magia.
abraço