terça-feira, 25 de junho de 2013

SOU

Sou!
Um ser que chora lágrimas sem fim…

Que caem no fundo de um poço;

E que aparecem salientes:

No fundo de um lago.

Sou!

O frio cinzento que chora …

Amargamente a tua ausência;

Sou! Um ser já cansado:

Que não encontra respostas;

Mas persisto em fazer perguntas,

Porque sou! Sou assim…

Sou! Um ser que chora lágrimas:

Por ti meu grande amigo;

Que hoje eternamente perdi.

Adeus amigo para sempre…

Peço a Deus que te guarde;

Porque no meu coração:

Te guardarei eternamente.

Dedico este meu poema ao meu grande amigo e colega Diácono Fernando que hoje partiu para o Pai. Mas que me faz sofrer e chorar amargamente. Amigo que Deus te guarde no eterno Descanso

Autor: Santa Cruz (Diácono Manuel Gomes)


5 comentários:

Magia da Inês disse...

Seu amigo partiu para os braços de Deus mas fica a alegria de ter convivido com ele e as boas lembranças.
Bom dia, querido amigo!
Beijinhos.
¸.•°❤❤⊱彡

LUZ disse...

Olá, Manuel!

Como tem passado?

Quando um amigo parte, vai muito de nós, também.
Um dia, nos reencontraremos, TODOS.

Sermão de Santo António aos peixes, pois, mas só lhe faz bem fazer, escrever sermões, porque liberta os desejos que guarda em si. PARABÉNS!

Um beijo da Luz.

Anne Lieri disse...

Ai,como é triste perder um amigo!Meus sentimentos a vc e a familia dele.bjs e bom fim de semana,

Orvalho do Céu disse...

Olá, Santa Cruz
Deus está com ele e ele está feliz!!!
Seja abençoado!!!
Abraços fraternos de pesar

Zilani Célia disse...

OI SANTA CRUZ!
QUANDO UM AMIGO, ASSIM QUERIDO É CHAMADO SENTIMOS UM GRANDE VAZIO E TRISTEZA,MAS, COM O TEMPO, GRAÇAS A DEUS, ESTA DOR SE VAI E FICAM OS MOMENTOS FELIZES PASSADOS JUNTOS.
GRATA POR TUA IDA NO"SÓ PRA DIZER".
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/