domingo, 31 de março de 2013

PEDRAS-NUAS



Desejo por de lado toda a classe de estruturas...
Não coloco nenhuma atenção na criação de rimas;
O que importa é a  forma como te falo:
Porque só gritarei o teu nome nestas linhas.

Poderia utilizar palavras maiores...
Porque estou cansado;
De vestir sentimentos de Pedras-nuas.

Desnudado digo sinceramente sem escrúpulos...
Que não tenho possibilidade;
De trocar este poema por um beijo:
Ou escrever as tuas caricias,
Apenas escrevo pelo teu sorriso.

Porque és espontânea e viva...
Que envolves o numero de Silabas;
Que eu supostamente preciso:
Para escrever simplesmente Pedras-nuas.

Autor Santa Cruz (Diácono Gomes)
 

4 comentários:

Pedrasnuas disse...

Santa Cruz, este teu silêncio fala de mim e para mim...Muito grata!!! Especialmente pela forma como me vês!Toma o tal beijo amigo nas tuas mãos e guarda-o com carinho. :)

marciagrega disse...

Neste caso as rimas não são necessárias...O amor fala tudo...

Um grande abraço!

Lua Negra disse...

Tens uma maneira de escrever que me comove amigo.
Te desejo um lindo domingo.
Beijinhos de luz.
Lua

Magia da Inês disse...

º° ❤♫°
Olá, amigo!
Quando há sentimentos verdadeiros, as palavras deixam de ser necessárias.
Bom domingo!
Boa semana!

°º♡♡♫
°º♡ Beijinhos do Brasil.
º° ♡ ❤♫°